quinta-feira, 11 de julho de 2013

Cereja do Fundão

A melhor do mundo! e não é "provavelmente" é mesmo!
Barrigadas de cerejas - e outros frutos vermelhos - ainda desviei algumas para um doce. Só para abrir no Inverno, que agora estou de dieta.



O doce faço assim:

1kg de cereja ou ginja sem caroço
1kg de açúcar ou melhor 700gr de açúcar com pectina ( A Sidul tem um açúcar próprio para compotas)
1/3 do peso de açúcar em água
1/2 limão.
Coloca-se o açúcar e a água ao lume até fazer ponto bola mole.
Juntam-se as cerejas ou ginjas e deixa-se ferver mais 25 minutos.
Se o açúcar tiver pectina não necessita ferver tanto. Vai-se testando a consistência num pratinho frio. Fica delicosamente gelatinosa.
Para potenciar o efeito gelatinoso no açúcar simples junto, no fim da cozedura, o sumo de cerca de meio limão ( é a gosto). Ajuda a solidificar e corta o doce excessivo.
Guardar ainda bem quente em frascos bem fervidos. Deixa-los de "pernas para o ar" e volta-los quando estiverem frios. Ajuda  a formar vácuo e assim se conservam na perfeição por mais de um ano. Isto se os "formigas" não atacarem a despensa.







Dizem que estas estão em extinção. Eu contribuí...

E os frutos vermelhos que bem que fazem, ao corpo e à vista.



 Processados num batido. Não me lembro da receita. Misturei e bati até gostar da cor.


Sem comentários:

Enviar um comentário