domingo, 5 de fevereiro de 2012

distracções...

-Pareço uma escritora - orgulhozissima dos seu óculos novos, escolhidos com mil cuidados, de uma discrição que me espantou.
Agora vê letras e cores e tantas coisas que adivinhava no meio da névoa. As coisas eram "mais claras e esboratadas".  Aterrou num mundo diferente e não quer perder tempo, já perdeu muito...
É espantoso como podemos ignorar coisas essenciais daqueles que nos são mais próximos. Próximos não, que estão dentro de nós, que vivem debaixo da nossa pele, aninhados no nosso coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário